quinta-feira, 28 de julho de 2016

Copo menstrual

Porque é algo natural, que faz parte da vida e temos que lidar com ele, trago um assunto que francamente considero DEVERAS importante.

Contextualização: períodos menstruais abundantes que implicam, como se sabe, para além de outras coisas, um mau estar psicológico por via da regularidade que exige na questão da higiéne. Não preciso fazer desenhos para que se compreenda, creio. Quem tem este quadro sabe bem como temos sempre imensa preocupação com esta questão. Um transtorno durante alguns (muitos) dias.

Acresce que se gasta dinheiro, usa-se produtos nada positivos para a saúde nem para o ambiente.

Havia quase 1 ano que andava a "estudar" a hipótese de adquirir o copo menstrual. Pesquisei imenso, fiz comparações, perguntei opinião a quem usava, escutei conselho médico e...decidi avançar.

Sabem que mais ? Deveria ter tomado esta decisão uns anos antes. O balanço é estrondosamente...sim, repito...estrondosamente positivo.

Só para terem noção eu não conseguia usar tampões. Magoava-me imenso e por consequência provocava-me mau estar. Isto não.

De 0 a 100%...dou-lhe 98% de nota. Só não dou 100% porque ainda tenho um bocadinho de dificuldade em colocar, mas isso tem a ver com o facto de não estar habituada. Acredito que vai melhorando, até porque do 1º dia para o 2º fez diferença. Acreditem...encontramos o jeito. É natural.

Vantagens: 

Muito mais higiénico (não há cheiros. Juro. O sangue não está em contacto c o ar)

Mais saudável (o sangue não está em contacto com a pele)

Mais barato (na hora é mais caro mas compensa a muito curto prazo)

Mais ecológico (1 copo contra milhares de pensos higiénicos ou tampões que se usam ao longo da vida fértil )

Muitíssimo maior facilidade de movimentação . Pode-se dormir com ele, ir para a praia, fazer exercício, etc...

Pode usar-se por 12 h

Simples de higienizar (basta passar por água corrente na hora em que se despeja)

Não faz impressão nenhuma o sangue (ao contrário do que eu pensava) porque se tira na direcção do despejo e pode-se imediatamente fazer a respectiva descarga de água.

Contra

Nem chega a ser um contra, porque como já referi é tudo uma questão de hábito ( e tudo o que se treina...melhora, certo ?) mas antes uma dificuldade...o colocar e para algumas pessoas o retirar, mas...retirar é só pensar que apertando na ponta desfaz o vácuo e portanto...é uma questão de lógica e fica fácil.

Conclusão: aconselho vivamente.

O meu é mesmo igual ao da imagem (mas comprado na Farmácia) e custou 20 €. Traz um saquinho/bolsinha para guardar.

Existem 2 tamanhos: 1 para meninas com menos de 30 anos e que nunca tenham tido partos e senhoritas com mais de 30 e/ou que tenham tido partos.

Antes de cada utilização (1º dia da menstruação) deve ferver-se em recipiente de esmalte ou vidro. Nada de aluminios. Ou então uma caneca velha no micro-ondas. 3 minutinhos.

Aquele "rabito" pode cortar-se se vos incomodar. A mim não incomoda. Mas isso tem a ver com a dimensão do canal de cada mulher e por consequência da acomodação de cada copo.

E pronto...estou muitooooo satisfeita com isto. Melhorou IMENSO a minha qualidade de vida neste âmbito.

Imagem: Grupon






sábado, 16 de julho de 2016

Limões

Nós temos tantos limões que eu já dei imensos sacos de limões a amigos, vizinhos, familiares. Já fiz imensas limonadas e cubos de gelo com ela e...enfim...imensas coisas.

Agora descobri uma coisa absolutamente extraordinária  e que resolve 4 questões em simultâneo:

1) Dar conta do excesso de limões
2) Dar conta de uma transpiração desagradável
3) Ser cada vez mais amiga do ambiente
4) Poupar dinheiro

Ora, como creio já ter referido anteriormente, eu tenho vindo ao longo do tempo a desfazer-me o mais possível dos produtos químicos em casa . Sucede que a minha transpiração é efectivamente do tipo..."péssimo". E sou eu uma criatura ABSOLUTAMENTE APOLOGISTA DA MÁXIMA HIGIÉNE. Oh se sou !  E então nos pezitos e debaixo dos bracitos, mesmo com banho de manhã e à noite e mais umas intervenções durante o dia...era impossivel não ter que usar cosméticos que me auxiliassem nesta luta.

Pois bem...descobri a pólvora, como se costuma dizer: sumo de limão puro dento de um pulverizador e guardado no frigorifico. Remédio santo. Tomo banho e nem rasto de mau odor. Impecável todo o dia.

Natural, saudável e baratinho, como se quer, ehehe.



Imagem: ideala


sexta-feira, 20 de maio de 2016

Kefir

Há muito tempo que andava em busca do Kefir. Finalmente consegui obter. Ainda estou a dar os primeiros passinhos. Tenho pouquinho embora me tenha sido dito que se reproduz rapidamente.

Há por aí alguém que me possa falar dele ? Partilhar informação e impressões ?

Claro que há imensa coisa na net, mas preferia ler opiniões de consumidores normalíssimos como eu.


https://tofuncional.com/2015/05/06/kefir/

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Da Uber versus Táxis


Bem "conversados" há espaço para todos, deixem-se lá de coisas.
A concorrência deve existir a bem do cliente. Era o que faltava agora "a ditadura da mobilidade".
Há é que haver diálogo, actualizar a legislação e tudo o que seja pertinente a bem de todos. Que raio de teimosia e boçalidade na resolução das coisas. Tristeza.

Resultado de imagem para uberResultado de imagem para taxis portugal
Google images

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Apoiar a Cultura

 Somos Bibliotecas
Sabe o que é uma Biblioteca? Sabe quantos tipos de Biblioteca existem e quais as diferenças entre elas ? 
Sabe específicamente o que é uma Biblioteca Pública ? Sabe com que objectivo foram criadas ?


Sabe se tem alguma perto da sua casa ou no seu Concelho ? Sabe que serviços lhe pode oferecer ? 

Sabe quanto pode poupar por ano sendo utilizador (não é sócio...sócios pagam) de uma Biblioteca ?

E sabe que apoios têm (ou não) as próprias Bibliotecas e os seus profissionais ? Sabe com que dificuldades lidam todos os dias em prol da Cultura para a Comunidade ?

Seria uma explicação longa o compto das respostas a estas perguntas, mas digo-lhe que é importante que aos poucos tente descobrir. Talvez fique surpreendido/a.

Está a decorrer uma Campanha Nacional chamada "SOMOS BIBLIOTECAS" (sim, porque as Bibliotecas não são só edifícios, não são só livros, não são só serviços prestados e requisitados...são também e principalmente, relações humanas, de pessoas, de profissionais e de utilizadores).


Visite o site da campanha, tente perceber melhor este mundo que é de TODOS NÓS e, por fim, em consciência, se achar por bem juntar-se às vozes que lutam pela Cultura, pelo saber, pelo humanismo... assine e divulgue a respectiva Petição:



Em nome da Cultura que defendo veementemente...MUITO OBRIGADA :)



terça-feira, 29 de março de 2016

Pequeno questionário- apenas 2 perguntas


Imagem: empregoestagios.com

No âmbito das funções que desempenho e de um Projecto pessoal que a médio/longo prazo pretendo desenvolver gostaria de colocar 2 questões e se me pudessem responder...agradecia mesmo muito.
As respostas permitir-me-ão ter noção das necessidades e do grau de informação que a Sociedade tem (ou não) sobre o assunto em causa.
Excluem-se os profissionais da área pelos motivos óbvios (Documentalistas e/ou Gestores de Informação).

Então...cá vão as perguntinhas:


1- Sabe o que é um Serviço de Referência ? Se "sim" já recorreu a algum ?

2- Se fez ou está a fazer um trabalho de investigação teve ou tem tido, dificuldade em obter Bibliografia e/ou efectuar as Referências Bibliográficas ? *



*- Caso tenham familiares nesta situação podem perguntar-lhes (por exemplo filhos).


Muito Obrigada.

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Boa ideia

                                                                               https://pt.pinterest.com/pin/393994667371756528/



sábado, 9 de janeiro de 2016

Para que aos poucos os géneros se compreendam melhor...

...aconselho vivamente a que se  leia este livro. Em definitivo perceba-se que os géneros são efectivamente diferentes. Há que perceber bem isto se se quer ter algum sucesso nas relações, porque aquilo que parece óbvio para um...pode até nem ter lógica para o outro. Nem é por mal. Não está na sua natureza. Não está nos arquétipos.
Obviamente, estamos a falar de relações saudáveis, não daquelas onde alguém está completamente insano. Aí não há entendimento que resista, claro.

Este não é um livro sobre relações sexuais. É um livro sobre as características de género e que por isso mesmo precisa explorar o erotismo de cada um, pois ele está na base de muito em nós, ainda que inconscientemente.

Continuar, por força de uma falsa moral (que apenas se preocupa com o exterior) a recalcar o seu próprio eu, é ceifar anos de vida a si próprio e promover o auto-sofrimento, em alguns casos. E também aqui não estou a referir-me especificamente ao acto sexual, mas às relações no seu todo.

Leiam, se puderem (e quiserem, claro).


terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Major Mário Constantino do Valle (1877-1951)

 Foi comandante no corpo expedicionário Português p a Batalha de La Lys.
Se alguém tiver algum documento sobre este senhor peço que me ajude com os dados que nele constarem. Nomeadamente preciso saber pelo menos uma de 3 coisas:

Em que ano foi para Santarém ?
Quanto tempo esteve em Setúbal ?
Qual a data do segundo enlace matrimonial ? (Se é que existiu...)

Obrigada

Arquivo do blog